quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O apego ao sofrimento

Não existe nada mais assustador para uma pessoa sofredora do que a possibilidade dela deixar de ser uma sofredora. O apego ao sofrimento é tão grande que essa pessoa fará de tudo para mantê-lo em sua vida.

Muitas pessoas buscam terapia ou compram livros de auto-ajuda visando a sua libertação emocional. Pessoas que sentem internamente um chamado para a vida e para a liberdade. Pessoas que se dizem cansadas de terem problemas, de serem sofredoras e de vivenciarem situações repetitivas em suas vidas, mas que desconhecem o seu fascínio por esse tal sofrimento.

A maioria dos seres humanos possui essa característica. O sofrimento faz parte da sua história, ele lhe dá uma identidade e garante a sua história de vida, fortalecendo o seu eu, a sua personalidade e aquilo que você é. Qualquer possibilidade de deixar este sofrimento ir embora fará com que você, de forma inconsciente, tente segurá-lo a qualquer custo. Liberá-lo significaria abandonar a sua própria história, e nenhum ego pode viver com essa falta. Liberar este sofrimento o faria desvencilhar-se do seu passado e perder o medo do seu futuro, e isso seria a morte para a sua mente. Ela, a mente, não tem espaço para atuar através de você no agora, ela só pode fazer isto através do passado e do futuro. Portanto, qualquer possibilidade de estar presente no agora representa uma grande ameaça para ela e será combatida no mesmo instante.

Trata-se de um grande paradoxo, a pessoa quer encontrar a paz, mas quando está prestes para acontecer ela foge, fica assustada e começa a se sabotar de todas as formas.

Todo ser humano diz que busca a paz, mas de forma inconsciente não deseja encontrá-la.

Essa busca pela paz, por estar projetada para um futuro, é mais um grande alimento para o ego e para a mente. É justamente por isso que eles o convencem que ela não pode estar disponível no agora, neste exato momento, somente lá na frente. E você acredita, continua na sua busca por aquilo que não deseja encontrar e, desta forma, continua a viver a sua vida pautada no ontem e no amanhã.

É necessário entender que esse processo é uma realidade, aceitar que esse atributo auto-sabotador faz parte da sua vida e acolhê-lo com amor e respeito. Estar consciente é o primeiro passo para que isso possa ser transcendido.

Consciência significa luz, luz represente a verdade. E, a verdade, possui a energia curadora do Criador.

Diogo Beltrame

Copyright - Todos os direitos reservados. Texto devidamente registrado no Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional. Para divulgação em blogs, redes sociais e qualquer outro tipo de mídia, o nome do autor deverá ser preservado.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário